O grande amor da minha vida

grande amor

Quando eu penso em você, em nós, é com grande saudade. Coube ao destino separar nossos caminhos. Mas há tanto que vivemos que é impossível não recordar com um sorriso brincalhão no canto dos lábios.

Eu sinto sua falta. Ah, como eu sinto sua falta. De todas as pessoas que já passaram na minha vida, você foi o único capaz de decifrar as maiores questões que eu tinha para resolver comigo mesma.

Às vezes me pego ouvindo sua risada e quando vou procurar, você não está lá. Ou o seu perfume que paira no ar quando estou distraída andando por aí em algum dos nossos cantos secretos.

Eu me lembro de cada detalhe nosso, do encaixe das nossas mãos e de como você ficava sem graça quando eu te elogiava. Amava demais a voracidade que encontrava em seus olhos quando planejávamos alguma coisa. Quando qualquer sinal de esperança nos impulsiva a dias melhores.

Nossos caminhos se separaram há algum tempo. Sua vida hoje parece tão organizada, enquanto a minha parece nunca tomar jeito. Você permaneceu inerte no seu canto só me observando caminhar longe de você. Mas, se eu posso ser grata, é por você ter estado aqui todas as vezes que eu precisei – e não preciso dizer que foram muitas.

Podemos não ter dado certo de uma maneira clichê dentro de um romance quase impossível, mas demos certo como peças fundamentais na vida um do outro. É quase impossível não me lembrar das palavras de apoio que você me dava.

Mesmo que você esteja distante, sempre imagino o que você diria em meus momentos de crise. Tento pensar exatamente o que você me falaria, qual caminho eu poderia escolher para seguir.

Você foi o grande amor da minha vida e eu não consigo imaginar minha história se você não tivesse participado de um breve período dela. Eu sigo te amando e te guardando em meu coração. Fomos privilegiados por termos participado da vida um do outro e permanecermos nela até hoje.

Facebook Comments