Gosto mesmo é de gente que sente

gente

Tudo o que você faz me irrita, mas  como eu queria ter tido uma hora a mais contigo. Eu pediria quantas vezes mais fossem precisas para que você ficasse comigo, bem ali naquele instante e em todos os outros.

Como eu queria ter mais tempo para nós dois. Às vezes, na vida, queremos tanto viver um grande amor que nos esquecemos de senti-lo quando ele realmente aparece.

Queria me jogar de cima desse prédio que é essa paixão, me atirar de braços abertos e aterrissar só quando chegasse aos seus braços.

Só que são tantos riscos que eu continuo trancando tudo o que eu sinto. Eu gosto mesmo é de gente que sente. Eu gosto de pessoas que exibem o que tem de melhor para oferecer.

Às vezes é quase impossível conter o que eu sinto por você, me vem na ponta da língua e preciso ser forte o suficiente para engolir de volta tudo o que gostaria de lhe dizer.

Realmente me pergunto se isso é o melhor, se algum dia irei me arrepender por não dizer que te amo e que quero todos os seus dias de folga, os feriados, as festas, as tardes vagas e as melhores aventuras juntos.

Eu gosto de gente que sente e sente muito. Que sente a necessidade de falar, de fazer, de estar. Eu gosto mesmo é de gente que gosta do desafio que é estar junto, que ao menos tenta. Que não gosta de jogos.

Eu cansei do nosso jogo de faz de conta, quero realmente uma disputa verdadeira: a sua sinceridade pelo meu amor. É pegar ou largar.

Facebook Comments