Conhecendo o principal músculo do corpo humano

coração

Ah, coração! Eu confiava tanto em você. Mas a sua eficiência não é mais a mesma. Você costumava ser forte, batimentos firmes e precisos. O que houve com você? Agora se apaixona tão fácil por um mero desconhecido – isso quando não se deixa seduzir por um belo sorriso. Você era tão cuidadoso. Só que agora, a sua facilidade em se machucar, aumentou bastante. As lesões que você vem sofrendo estão cada vez mais sérias. Já que você anda tão esquisito, resolvi investigar. Foi então que percebi a máquina fantástica que é o corpo humano. Dentre todos os componentes existente nesse sistema, minha atenção foi total e completamente tomada pelo universo muscular, mas dentre tantos músculos, resolvi conhecer o que considero o principal do corpo humano: o coração.

Acontece que ando com dificuldades em decifrar realmente o que se passa aí dentro. São tantos sentimentos e é tudo tão intenso. Passado, presente e futuro se misturam, às vezes penso que todos se uniram para me trazer até esse momento de reflexão, busca e autoconhecimento.

Para entender esse músculo específico, precisei entender como o conjunto funciona. Exercitar os músculos auxilia na saúde física e mental. Todos eles são ligados ao esqueleto ósseo, agindo em conjunto, dão mobilidade ao corpo. A tensão causada nas fibras musculares por repetições de exercícios aumenta a quantidade de componentes celulares. É como se maltratássemos os músculos, rasgássemos ele para que, com o aumento das células, ele aumente sua massa. As lesões musculares são bem comuns durante esse processo de fortalecimento. Mas os músculos se regeneram. Com todo esse esforço, ele fica mais forte, firme e mais resistente.

Então chegamos àquela parte em que falo do músculo involuntário que possuímos em nosso corpo, e que não é diretamente ligado ao esqueleto ósseo. Ele possui um sistema de condução de impulsos nervosos próprio. Isso quer dizer que ele se contrai involuntariamente e o seu proprietário não tem como controlar seu ritmo ou intensidade. Muito menos, por quem ele irá disparar quando chegar ao próximo cruzamento. Ou quando encontrar aquela pessoa que o faz ter contrações ventriculares prematuras, lê-se também como palpitações.

Parando para analisar o que aprendi até agora, o coração é um músculo resistente, forte e capaz de se machucar diversas vezes e se recuperar. Com esse poder, ele ainda escolhe se entregar ao primeiro desconhecido do sorriso bonito. O coração também tem a importante missão de bombear o sangue para toda essa máquina que é o corpo humano. Mas sofre muitos danos e lesões, sendo a pior delas a do coração partido. Pensando melhor, talvez seja melhor não analisar.

AS 3 FASES DO PROCESSO DE CURA EM UMA LESÃO MUSCULAR:

Fase 1: Coração partido – Caracterizado pela ruptura e consequente dor aguda que vem no decorrer do processo, o coração permanece quieto e recolhido, aguardando o momento oportuno de iniciar uma nova etapa.

Fase 2: Reparação – O tempo é sempre o maior aliado quando o organismo precisa curar alguma ferida. Mas esse processo compõe a produção de uma cicatriz e ela será permanente, como um lembrete.

Fase 3: Remodelação – Período de reorganização do tecido cicatricial e recuperação da capacidade do coração de seguir em frente, mais forte e resistente. Ele exibe sua cicatriz e toma cuidado para que a próxima não seja tão profunda quanto a anterior.

Facebook Comments