Carta para um bagunçado amor

bagunçado amor

Querido bagunçado amor,

Você costumava ser um desconhecido até que cruzamos nossos caminhos e minha vida virou do avesso. Você apareceu e bagunçou tudo ao mesmo tempo que me mostrava um horizonte de possibilidades. Me fez acreditar que mesmo com tanta incompatibilidade, poderia dar certo e vivemos momentos intensos.

Mas você foi me aprisionando aos poucos com esse seu ciúme descontrolado, mesmo quando eu só me dedicava a você – que sempre foi egoísta. Embora eu pedisse gentilmente para você me deixar livre, a sua felicidade era grande demais para que você se preocupasse com a minha tristeza.

Você me acusava de vítima, dizia que te provocava de propósito, enquanto eu só queria um pouco da sua atenção. E olha que você costumava ser o meu melhor amigo. Mas os dias foram passando e tudo mudou, principalmente você.

Posso contar nossa história pelas estações: primeiro a primavera, com todas aquelas cores como em um desenho animado. Éramos só alegria. O verão, acalorado, resgatou sentimentos perdidos e me acalentou durante a intensa onda de calor. Quando o outono chegou, você já não era mais o mesmo. Um vento frio começou a soprar e logo o inverno estava batendo a porta, confirmando a tempestade que estava para chegar.

Então eu reuni minhas coisas, peguei minha capa de chuva, para me proteger de toda aquela tempestade que se instalava e fui embora. Hoje você se tornou um desconhecido com quem dividi uma história. Cansei de todas aquelas palavras vazias, da sua ausência. Agora você pode escolher ir brincar na casa de outro alguém, pois a minha porta está fechada para você.

Facebook Comments